Web Entrega

Dicas de como melhorar a experiência do seu cliente no Web Entrega

Entre os diversos recursos do Web Entrega, o gerenciamento de pedidos é o mais importante e precisa de um cuidado especial.

A seguir descrevemos passo-a-passo como o cliente observa e participa deste fluxo, visto que assim que o pedido é enviado ao administrador da loja o mesmo passa a acompanhar o seu andamento. Esta tela é atualizada sempre que o pedido sofre alguma alteração.

No primeiro estágio o pedido aparece como “enviado” (Fig. 1) e aguarda o recebimento por parte do administrador da loja.

Fig. 1 – Tela de Acompanhamento do Pedido (visão cliente)

 

Quando o administrador aceita o pedido e o encaminha para a produção o cliente visualiza na tela e recebe um e-mail de confirmação. Este passo é fundamental para o cliente fique tranquilo, sabendo que seu pedido está encaminhado.

Pedido a Receber
Fig 2 – Recebendo o pedido

Caso o pedido não seja recebido em até 10 minutos após a sua inclusão o sistema o cancela automaticamente, enviando uma mensagem SMS ao cliente. Tudo para evitar maiores transtornos.

Logo após ser recebido o cliente visualiza em sua tela o status pular de Enviado para Preparando (Fig. 3).

Fig. 3 – Pedido em preparo.

 

Depois de preparar os produtos chega a hora de encaminhá-lo para a entrega. É indicado que o comando de Despachar para Entrega (Fig. 4) seja feito assim que o entregador sair com os produtos.

Despachar para a Entrega
Fig. 4 – Despachar para Entrega

Esta interação é importante pois informa ao cliente que o pedido está a caminho e que ele pode deixar tudo pronto para desfrutá-lo. Além de receber a atualização em sua tela (Fig. 5) uma mensagem SMS é enviada para o celular utilizado no momento da compra.

Fig. 5 – Pedido despachado para entrega

 

Na última etapa deste “caminho feliz” o administrador da loja indica que o pedido está concluído (Fig. 6).

Concluir Pedido
Fig. 6 – Concluir pedido

Este comando é imprescindível: é ele que confirma o débito no cartão do cliente (quando houver pagamento online) e libera o pedido para a avaliação do cliente.

O cliente recebe um e-mail para que avalie o pedido no mesmo momento em que estas opções são habilitadas em sua tela (Fig. 7).

Fig. 7 – Pedido Entregue

Durante este fluxo também é possível realizar a troca de mensagens entre a loja e o cliente, além do envio de comentários privados diretamente ao administrador.

As avaliações (notas) e reviews (comentários públicos) são encaminhados para revisão e podem ser tratados na opção apropriada no painel de controle. O prazo para a réplica é de 10 dias após a inclusão do review pelo cliente.

Desde os comandos de tratamento do pedido, passando pelas mensagens e finalizando com a avaliação do cliente compõem a experiência de compra online. Ela está diretamente ligada a qualidade do produto vendido e o processo de entrega.

Portanto, tão importante quanto produzir e entregar um bom produto é atender bem o cliente enquanto espera o pedido chegar.

A missão do Web Entrega é facilitar a vida dos estabelecimentos, reduzindo o tempo no recebimento do pedido e ao mesmo tempo aumentando e melhorando a comunicação com seus clientes.

Caso tenha uma sugestão de melhoria, não hesite em nos contatar.

Como impulsionar uma publicação no Facebook

Dicas-para-empresas-no-facebook

O Facebook se tornou um meio valioso e rentável para as empresas ganharem público, gerar vendas e garantir clientes fiéis. Estima-se que o alcance médio de uma publicação simples seja vista por menos de 20% dos fãs da página ou seja, muitas vezes nem todos que curtem a página efetivamente veem os conteúdos publicados nela. Porém, o Facebook hoje permite impulsionamentos que promovem um número maior de visualizações em determinadas publicações. O recurso Impulsionar Publicação está disponível apenas para Páginas que possuam mais de 400 fãs.

Como impulsionar: Toda vez que um post é publicado, o Facebook exibe a opção Impulsionar Publicação. Clicando nele, você terá a opção de impulsionar este post para que mais pessoas a vejam.

O Recurso Impulsionar é usado na maior parte das vezes para:

  • Divulgação de promoções, descontos e ofertas;
  • Divulgação de eventos e fatos relevantes para a marca;
  • Postagens relevantes em outras mídias como blog;

Além disso, é importante sempre manter o foco nas postagens, pois elas têm um prazo curto de até sete dias, lembre-se sempre de programar essa ação com antecedência e conforme o perfil do público-alvo para por exemplo, não abranger períodos de baixa audiência.

O pagamento das publicações impulsionadas pode ser feito através de cartão de crédito ou PayPal, dependendo da forma de pagamento configurada no painel administrativo do ambiente de gestão de anúncios. O valor da ação vai depender do público que se deseja alcançar.

Resultados: Depois de algum tempo o botão Impulsionar Publicação é substituído por Ver Resultados. Essa opção permite que o Facebook exiba um resumo do desempenho da postagem, como taxas de clique e o CPM – Custo Por Mil da promoção. O Facebook também divide o tráfego da publicação em orgânico e pago. Dessa forma podemos analisar com mais precisão o verdadeiro impacto da ação.

Antes de impulsionar, procure usar conteúdos com maior potencial e que tenham um resultado esperado bem definido: Investir seu dinheiro em algo que traga retorno é primordial.

5 dicas do que fazer antes e depois de montar sua loja virtual

planejamento

Que a tecnologia está batendo em nossa porta, todos sabem. Que os números relativos a e-commerce mundiais cresce absurdamente a cada dia, é um fato. E você, dono de empresa, pretende montar uma loja virtual? A internet hoje nos possibilita uma gama muito de grande de plataformas e sites que facilitam a vida de quem vende e quem compra. Porém, antes de montar seu negócio na internet é preciso ter algumas coisas organizadas. Algumas delas são:

 Pesquise a sua concorrência

Dar uma olhada nos principais produtos, preços, promoções e diferenciais que seus concorrentes estão ofertando ao público é uma maneira de você criar e pensar em estratégias diretas. Se perguntar se o seu produto é melhor, se seu preço é razoável e se seu cliente está satisfeito, é o primeiro passo para ter certeza quanto a montar uma loja virtual, analisar esses pontos vai te impedir de ter futuros prejuízos.

Escolha da plataforma de e-commerce

Muitas vezes inserir sua empresa no mundo virtual é algo bastante prático, existem várias plataformas espalhadas pelo mundo que possibilitam isso. Para não ter futuros arrependimentos quanto a escolha da plataforma que você pretende usar para vender seus produtos, é necessário que ela seja bastante básica e simples, nada de sistemas complicados e cheios de funções onde você não conseguirá nem ao menos atualizar os preços dos seus serviços. Além disso, a plataforma a ser escolhida deve ter um layout agradável aos olhos de quem vai comprar. Por isso, analise bem suas escolhas antes de dizer “sim”.

Conteúdo e imagens dos produtos

Assim que a plataforma for escolhida você deve fazer uma lista dos principais produtos a serem vendidos na sua loja virtual. Procure escolher os produtos que mais tem aceitação dos seus clientes e que mais são vendidos diariamente, além disso, se pergunte se você compraria aquilo online ou acharia mais lógico ir comprar em uma loja física, alguns produtos não foram feitos para ser vendidos a distância, é preciso vê-los pessoalmente. Você deve também oferecer imagens sucintas e de boa qualidade que possibilitem ao cliente analisar características e detalhes importantes do produto. Além de uma descrição clara do que o produto tem a oferecer. Ah, e não se esqueça de manter os preços e produtos atualizados.

Frete e promoções

Que áreas de abrangência sua loja virtual irá cobrir? Qual será o valor do frete? Será um preço único ou variado? Essas e outras questões sobre o frete devem ser pensadas antes de divulgar qualquer valor na sua loja virtual. Você deve estipular um frete que lhe traga retorno significativos e satisfaça o cliente. Além disso, é possível que algumas plataformas lhe deem a opção de criar promoções, afinal que cliente não gosta disso? Crie algo que chame a atenção do cliente e o faça finalizar a compra sem pensar duas vezes.

Publicidade

Com a sua loja virtual já montada e disponível aos seus clientes você deve contar ao mundo que ela existe! Para isso, a plataforma escolhida deve lhe ajudar, ela deve oferecer publicidades básicas, como outdoors, flyers e campanhas em redes sociais. Afinal, você está pagando por isso. Mas isso não quer dizer que você também não pode ajudar, conte a seus clientes sobre a novidade, espalhe em suas redes sociais e não esqueça de usar sua URL. Ela possibilita o acesso direto a sua loja virtual.

E foi pensando nisso que nós do Web Entrega trazemos todas esses requisitos para a sua empresa e seu cliente.

 Entre em contato conosco

Para mais informações acesse: webentrega.com.

Fique atualizado! Inscreva-se em nossa newsletter.

Como planejar metas para a sua empresa?

negocios-e1445278753885

Todo bom administrador sabe que definir metas para a sua empresa é o melhor modo de garantir um bom direcionamento, sucesso e lucros. Seja por falta de tempo ou até mesmo desinteresse em dedicar uma parcela do seu dia em pensar nisso, alguns empreendedores acreditam que sua empresa está indo para algum lugar, mas na verdade está “sem planos” ou seja, sem um futuro certo. Mas como estipular essas metas? Como escolher os melhores meios de conquista-las? E acima de tudo, a pergunta que não quer calar é: O que eu quero para meu negócio daqui alguns anos? É a partir dessa questão que você dono de empresa poderá traçar um caminho seguro e correto para sua empresa.

Foi pensando nisso que fizemos uma lista de 5 passos de como e quando planejar as metas para a sua empresa.

1- Como definir a meta

Definir a meta para sua empresa requer conhecimento sobre o segmento que sua empresa atua, quem é o seu público alvo, qual a quantidade desse público, quais suas principais características, seja sexo, cor, idade ou classe social, e o que seu público procura. Depois disso coloque em uma balança o quanto a empresa está disposta a mudar (ou gastar) e qual a melhor meta a ser escolhida e traçada para atingir seu objetivo principal.

2- Crie estratégias para alcançar essas metas

Segundo o dicionário Estratégia é uma palavra com origem no termo grego strategia, que significa plano, método, manobras ou estratagemas usados para alcançar um objetivo ou resultado específico.Ou seja, criar um plano que leve sua empresa para seu objetivo final (a meta) é o segundo passo, manter a sua equipe ciente de quais são seus objetivos, incentivar novas ideias e novos meios de alcançar novas metas.

3- Quais canais de marketing investir e quanto gastar

O marketing tem se desdobrado em várias formas ao longo dos anos, com toda a tecnologia presente em empresas e no mundo todo fica fácil escolher o que melhor se molda ao perfil da sua empresa e do seu público alvo, um novo canal de marketing que tem chamado a atenção é o marketing digital, talvez investir em novas plataformas que além de trazer inovação, traz novos clientes e faz de forma prática, segura e garantida a publicidade que sua empresa vem precisando. Definir o quanto você quer gastar com novas ideias também é um meio fácil de encontrar no e-commerce uma chave para o sucesso, com custos baixos você insere sua empresa na internet e pode perceber que os resultados logo virão.

4- Treine sua equipe

Logo após estabelecer a meta e escolher qual canal de marketing você dono de empresa pretende utilizar a regra de ouro se estende a mantê-los cientes sobre a aplicação das metas de uma maneira simples, com comunicação objetiva e treinamento, além disso é necessário entendimento da parte de cada um no todo, e até mesmo formas de avaliação e premiações. Instigar sua equipe a ir além. Voltando ao tópico anterior é necessário dizer que investir no e-commerce você, dono de empresa, precisa que toda sua equipe esteja atenta e saiba lidar com a tecnologia que todos hoje já possuem uma breve ideia de como funciona. Afinal, conhecimento nunca é demais.

5- O que é melhor para a exposição da sua empresa

E por fim, mas não menos importante, você deve se perguntar: O que é melhor para a exposição da minha empresa no mundo\cidade em que moro\estado ou pais? Aparecer na capa de uma revista famosa ou na página principal do Google? Agora que o e-commerce escolhido lhe forneceu informações o suficiente sobre seu público alvo, agora que você definiu sua meta e treinou sua equipe, qual a melhor forma da minha marca alcançar novos clientes? Em tempos rodeados de conexões e pessoas cada vez mais inseridas no meio digital as respostas são garantia de sucesso. Opte pelo melhor.

Foi pensando nisso e em como não ter metas para a sua empresa pode prejudicar sua equipe toda que o Web Entrega vem oferecendo serviços para você e seus clientes. Em poucos passos e com agilidade e praticidade, a sua empresa pode ter um método simples para cumprimento de metas e resultados. Entre em contato conosco

Para mais informações acesse: webentrega.com.

Fique atualizado! Inscreva-se em nossa newsletter.

Minha empresa deve ter um delivery online?

Num ambiente digital onde é possível comparar fornecedores, estudar minuciosamente o produto desejado e ainda obter opiniões de desconhecidos sobre sua compra potencial, é fato: não é mais a empresa que vende e, sim, o cliente que compra. Pode parecer uma afirmação superficial ou até mesmo óbvia, porém no e-commerce não há balconistas ou vendedores, apenas informações, detalhes, opiniões. E, via de regra, o seu concorrente oferece o mesmo nível de serviço. Então, quem é que está com todo o poder de decisão?

Agora, quando a comparação deixa de ser entre dois sites de e-commerce e passa a ser entre a a sua loja tradicional e a loja virtual do concorrente? Sua empresa está preparada para atender a este novo cliente? Um cliente que tem acesso a um volume inesgotável de informação e que, principalmente, gostou da ideia de pedir pelo celular e receber na porta de casa.

Neste momento, surge outro questionamento: mas será que meu cliente consegue comprar o produto que ele naturalmente compra da minha empresa, pela internet? A resposta é: Sim! Acredite. Quer uma prova? Pense em um produto, pesquise no Google e encontre rapidamente vários sites dispostos a vendê-lo pra você.

Veja como está o e-commerce para este segmentos que antigamente o cliente comprava apenas indo até uma loja física.

Alimentação: Os deliveries de comida movimentaram 8 bilhões no ano passado, de acordo com estimativas da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel). O que antes era apenas um serviço feito pelo telefone (tele-entrega) invadiu a internet, esse novo meio de fazer compras já é utilizada por dois milhões de consumidores e são responsáveis por cerca de 2% do faturamento do mercado no País.

Produtos para se vender no delivery online: Pizzas, crepes, lanches, bebidas, etc.

Mercados: Segundo dados advindos da Receita Federal do Brasil (RFB), no Brasil são mais de 300 mil estabelecimentos deste tipo. Uma pesquisa realizada pela Associação Brasileira dos Supermercados (ABRAS) e a ACNielsen diz que, apenas 1% dos 18.500 supermercados, possui presença virtual dando a opção de compra pela internet. O que com base nos 300 mil espalhados pelo Brasil mostra que poucos donos de mercados dão a opção de escolha entre internet e loja física, o que não é nada próspero para os negócios. O crescimento dos pequenos mercados deve-se à busca do consumidor por comodidade, proximidade e praticidade para a realização de suas compras, afinal seu mercado é sempre a salvação para aquela vizinha que ficou sem sal na hora de preparar o almoço ou aquele churrasco no final de semana para quem acordou tarde demais.

Produtos para se vender no delivery online: Produtos de cozinha, produtos para higiene, produtos para churrasco, produtos de limpeza, etc.

Conveniência: O setor de lojas de conveniência prevê crescimento de no mínimo 10% esse ano, mesmo com o cenário de crise econômica. No ano passado, as vendas tiveram alta de 17% ante 2013 e fecharam em R$ 6,8 bilhões. É feriado e acabou a cerveja no meio do churrasco com os amigos? Quem seu cliente sempre procura? A sua loja de conveniência! Aberta em horários especiais as lojas de conveniência é um dos ramos que mais crescem, entregar a bebida, o carvão que seu cliente precisa na hora que ele pedir é a salvação de ambos os lados.

Produtos para se vender no delivery online: Bebidas (cervejas e destilados), carvão, gelo, etc.

Padarias: As empresas do segmento de Panificação e Confeitaria brasileiras registraram um crescimento de 2,7%, com o faturamento chegando a R$ 84,7 bilhões. Os clientes desse segmento procuram sempre pão quentinho e ajuda nas horas de aperto, seja pra comprar aquela sobremesa para uma visita inesperada ou comer algo na hora da fome.

Produtos para se vender no delivery online: Pães, tortas, bolos, salgados, bebidas, etc.

Pet Shops: Diferente de alguns segmentos afetados pela crise, os pets shops brasileiros só vem a crescer. De acordo com dados da Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet), o setor faturou R$ 15,2 bilhões apenas em 2013 e tem uma meta ousada: atingir R$ 20 bilhões até 2020. Utilizar do serviço online para expor seus produtos e serviços pode ser um meio de atrair aquele cliente que prefere a comodidade de pedir a tosa de seu cachorro de casa, além disso esse mesmo cliente pode aproveitar a compra e pedir outros produtos que seu cão necessita.

Produtos para se vender no delivery online: Banho, rações, brinquedos para seu cachorro, etc.

Floriculturas:  A comercialização de flores e plantas no Brasil vem registrando um crescimento entre 12% e 15% ao ano, bem acima da média da economia nacional, e deve alcançar R$ 3,8 bilhões. Sabe aquele moço que não tem tempo de se deslocar até uma floricultura para escolher uma flor para a namorada? Logo abaixo temos a solução para ele e para você.

Produtos para se vender no delivery online: Flores, arranjos, vasos, etc.

Farmácias: Um segmento com o qual você sempre pode contar, seja para amenizar os sintomas de uma uma gripe ou para repor o indispensável estoque de fraldas. As farmácias Brasileiras alcançaram em 2014 faturamento de R$ 32,39 bilhões, um crescimento de 12,81% sobre 2013, de acordo com dados da Abrafarma em parceria com a Fundação Instituto de Administração da Universidade de São Paulo (FIA-USP). Desde 2010, o faturamento cresceu 90,34%, ainda conforme o estudo. O segmento de destaque é o de não medicamentos – ou seja, produtos de perfumaria, higiene e beleza -, que teve alta de 14,69% em 2014, para cerca de R$ 10,71 bilhões em vendas, o que representa 33% do faturamento total.

Produtos para se vender no delivery online: Remédios sem uso de receitas médicas, perfumes, fraldas, etc.

Todos estes segmentos têm uma característica em comum: a tele-entrega. Um carro, uma moto ou até mesmo o telefone de um entregador permitem que a tanto a farmácia quanto a padaria entreguem seus produtos no local e na velocidade que o cliente precisa.

O Web Entrega amplia as semelhanças entre estas empresas: Uma única plataforma de gestão de pedidos online e entregas, transformando a tele-entrega na “web entrega”. Um verdadeiro shopping virtual de empresas locais com entrega rápida cujas vantagens vão além dos aspectos tecnológicos.

Cardápio Completo: Todos os produtos cadastrados e divididos em menus de um cardápio virtual, com imagens e todas regras de venda do seu negócio.

Pedido Confiável: Para concluir o pedido o cliente deverá preencher todas as informações, desde os produtos que deseja até a localização exata para entrega. O cliente tem toda a comodidade e sem custos extras.

Tempo Real: O cliente pode acompanhar todas as movimentações do pedido. Sendo informado, por exemplo, quando foi despachado para entrega ou, por ocorrência de algum imprevisto, foi recusado.

Preços Atualizados: Assim que cadastrados seus produtos estarão dispostos de uma maneira clara e detalhada em nossa plataforma, uma das vantagens de ter seu cardápio a um clique é a maneira fácil e prática para atualização dos preços e produtos sempre que precisar.

Controle de taxas e área de entrega: Gestão personalizada das taxas de entrega e seleção das cidades e bairros para os quais a empresa entrega realiza entregas. O cliente tem ciência do valor da taxa de entrega e é impedido de comprar caso esteja fora de sua área de abrangência.

Troca de mensagens: Partindo tanto da loja quanto do cliente, é possível estabelecer comunicação imediata e em tempo real com a outra parte, sanando eventuais dúvidas ou acrescentando informações ao pedido.

Estatísticas e Relatórios: Todas as operações realizadas são armazenadas e produzem relatórios completos sobre as vendas realizadas. Isso lhe permite conhecer melhor seus clientes, saber do que eles gostam e o que procuram.

Divulgação: Todo mundo sabe que a publicidade é uma ferramenta essencial para qualquer negócios. Nesse quesito, estar no Web Entrega significa ter sua loja impulsionada sempre que alguém acessar portal. Além da presença da marca nas redes sociais e mídias visuais, expondo sua empresa a um número maior de potenciais clientes.

URL Exclusiva: Quase como um site próprio, sua loja tem um espaço único e exclusivo dentro do Web Entrega (por ex. webentrega.com/minha-loja). Este caminho levará seus clientes diretamente a sua loja, podendo ser amplamente divulgado. Você não vai precisar se preocupar em criar e manter um site próprio.

Ainda tem dúvidas de que sua empresa deve ou não ter um delivery online? Entre em contato conosco e descubra como o Web Entrega pode ser um grande parceiro para o seu negócio.

Para mais informações acesse: webentrega.com.

Fique atualizado! Inscreva-se em nossa newsletter

O que vender na sua loja virtual

image03-1

Com a consolidação do e-commerce no Brasil, fica mais fácil perceber que alguns tipos de produtos têm uma maior aceitação por parte dos clientes e, por consequência, vendem mais. É claro, muito depende do seu público alvo e do perfil do seu negócio. Elencamos algumas características que diferenciam esses produtos.

Competitividade: Alguns dos produtos que tem maior concorrência são os famosos “commodities”, eles podem ser encontrados em diferentes lojas e com preços variados, tornando-se alvo certeiro para os comparadores de preço. Investir nesse tipo de nicho com preços competitivos fará com que as suas vendas subam, porém, sem necessariamente fidelizar seu cliente. Ou seja, em uma nova compra o preço poderá levá-lo a conhecer seu concorrente.

Produtos Exclusivos: É fácil de perceber que quanto mais diferenciado for o produto maior a procura orgânica ele terá e menores serão as chances de um cliente comprar na concorrência devido a diferença de preço. Aposte na exclusividade..

Produtos Frequentes: Investir em produtos básicos que todo mundo compra e usa no dia-a-dia, fará com que suas vendas sejam constantes. Vale lembrar que manter os preços acessíveis e com qualidade indiscutível o fazem ganhar alguns pontos da concorrência.

Concorrência: Ficar de olho na concorrência também é importante, observar seus preços, seus produtos e o que eles oferecem que você não está oferecendo. Neste ponto uma pesquisa no Google pode ajudar, mas para não ter que fazer isso manualmente você pode configurar a ferramenta do Alterts para ser avisado sempre que surgirem novidades.

Vale lembrar que o fator produto é um dos aspectos importantes para sua loja virtual, o sucesso depende também da infraestrutura tecnológica, do marketing e é, claro de uma gestão eficiente e comprometida.

Conheça a plataforma de delivery online Web Entrega e veja como ela pode ajudar sua empresa a melhorar a gestão, o marketing e a tecnologia disponibilizada ao seu cliente.. Acesse: webentrega.com.

5 passos para lidar com as críticas negativas na sua empresa

shutterstock_149250512

É fácil perceber que a cada dia as pessoas vem tomando mais voz, engajados em causas e distribuindo opiniões aos 4 ventos. No meio de tudo isso, sua empresa pode sofrer alguns abalos devido a clientes não tão satisfeitos assim, afinal é difícil agradar a todos o tempo todo. Em uma era tecnológica como a que estamos vivendo fica bem mais fácil essas críticas chegarem até o dono de empresa, a internet vem contribuindo para isso se disseminar em tempo recorde. Ignorar a crítica ou assumir um posicionamento distante da reclamação do público só tem a agravar e manchar a imagem do seu produto\serviço\marca no mercado.

Diante de situações como essa, qual a melhor forma de lidar com as críticas negativas?

Aqui vai algumas dicas importantes para não “pisar na bola” com seus clientes.

Seja humano: Nos últimos tempos mostrar que você é humano é uma das melhores formas de contornar situações como essa. Mostrar bom humor, diferenciais, personalidade e uma postura de respeito, fará com que o cliente perceba que erros podem acontecer com qualquer um e essas exceções não representam a missão de sua empresa.

Seja paciente: Então você respondeu a crítica a seu cliente, o problema está resolvido, porém ele continua a criticar a marca. Seja paciente e não se exalte, com o tempo os outros consumidores perceberão que o problema já não tem mais haver com a empresa, e sim com o cliente “insatisfeito” tentando prejudicar a marca.

Mantenha o respeito(sempre): Em hipótese alguma você deve ofender o cliente, responder com calma e convicção é o melhor meio de mostrar que foi apenas um erro e isso não atinge totalmente a empresa. Mostrar uma forma de contornar o problema e oferecer um novo serviço com algumas vantagens para o cliente também pode ser uma boa ideia.

Não tente ser o dono da razão: A lei no mundo das empresas é clara: o cliente sempre terá razão. Mostrar isso para ele, concordar com o erro e se desculpar é um meio de fazer com que ele se sinta especial e satisfeito com o desfecho da situação.

Transforme a crítica negativa em uma crítica construtiva: Aprender com o erro pode ser uma consequência boa, rever seus conceitos sobre determinado assunto, e acima de tudo: não repetir o erro novamente.

Principais erros que sua empresa pode cometer ao investir em Marketing Digital

planejamento

Já falamos anteriormente sobre os pontos positivos de inserir sua empresa no no ambiente virtual, porém é preciso ter muito cuidado para que suas estratégias sejam de boa aceitação pelos seus clientes, caso contrário você poderá “dar um tiro no próprio pé.” A seguir listaremos os principais erros que sua empresa pode cometer ao investir no Marketing Digital.

Profissionais não qualificados o suficiente

Para início de conversa sua empresa precisará de profissionais adequados e responsáveis que saibam inserir seus serviços de uma maneira prática e que gere resultados. Procurar boas referências sobre quem saiba do assunto é o primeiro passo para não fazer a escolha errada e acabar com algo que nem ao menos teve início. Lembre-se que é a imagem da sua marca que está em jogo.

Escolha errada de serviços

Escolher aonde sua empresa vai atuar dentro do mundo virtual é o segundo passo para o sucesso, porém é necessário ter consciência que alguns serviços oferecem preços abaixo do normal, mas até que ponto isso é bom? Quão conhecido ele é? A qualidade é boa? As vezes o barato pode custar caro, colocar em uma balança qual é o melhor é uma ideia para não ter prejuízos posteriores.

Falta de planejamento

Além disso, é necessário reforçar o quanto conhecer seus clientes é imprescindível, descobrir do que seus clientes gostam, o que eles mais procuram, quais suas necessidades fará com que o planejamento em investimentos online não falhe, assim você poderá criar uma campanha voltada especialmente para seu público alvo, evitando falhas.

Ausência de foco  

No Marketing Digital é preciso sempre criar campanhas esperando grandes retornos, conquistar clientes, inovar e criar uma nova imagem da sua marca trará resultados excelentes, tenha cuidado ao investir em algo que você não tem muito conhecimento, você não precisa de dúvidas, precisa de certezas!

Confira dicas de Martha Gabriel sobre Marketing Digital

Ainda ficou na dúvida? Confira nosso Delivery Online e invista!

Entre em contato conosco falecom@webentrega.com, ou no webentrega.com.

Fique atualizado! Inscreva-se em nossa newsletter 

4 passos para escolher a plataforma Delivery

Print

Então você dono de empresa resolveu abrir uma loja virtual? Escolha certa! Mas qual você deve escolher? Dentre tantas opções, é necessário que você opte por uma que atenda suas necessidades de uma forma segura e responsável. Confira algumas dicas para não se enganar na hora da escolha.

Mensalidade: A grande quantidade de plataformas inseridas no meio virtual as vezes pode atrapalhar, por muitas vezes algumas são até gratuitas, porém vale pensar que o barato pode custar caro. A plataforma Web Entrega traz isso e muito mais, você pode escolher se prefere o plano Pré-pago ou Pós-pago, além de preços bons, ela oferece serviços de qualidade que atendem a sua necessidade e a do seu cliente, além dos benefícios e novos clientes que ela pode lhe trazer. Coloque as vantagens e funcionalidades na balança e escolha o melhor para a sua empresa.

Funcionalidades: A plataforma a ser escolhida deve oferecer atributos que cativem o seu cliente e faça com que sua navegação dentro dela seja prática, poupando tempo, afinal tempo é dinheiro. Para isso o Web Entrega oferece cardápios detalhados, onde seu cliente pode escolher produtos personalizáveis (Ex: 2,3 ou mais sabores de pizza), acompanhamento do pedido (desde sua produção a entrega) além de carrinho de compras e controle financeiro de ótimo acesso. O Web Entrega traz também meios fáceis para você atualizar os preços de seus produtos, imagens, taxas de entregas, entre outros.

Integração: Antes de escolher a plataforma, pesquise as lojas que a utilizam, se são lojas conhecidas e confiáveis, e se possui integrações com redes sociais. É sobre isso que o Web Entrega trata, tendo inseridas floriculturas, pet shops e pizzarias, a plataforma oferece um delivery completo para seu cliente não precisar sair de casa ao comprar.

Publicidade: Depois de inserida sua empresa precisa que os clientes saibam que agora ela está navegando pelo ambiente virtual, é isso que o Web Entrega faz, através de redes sociais, impressos, anúncios e outdoors sua empresa ficará conhecida e atrairá mais e mais clientes. Sem precisar contratar uma agência de publicidade.

E aí, já escolheu? Opte pelo melhor.

Entre em contato conosco falecom@webentrega.com, ou no webentrega.com.

Fique atualizado! Inscreva-se em nossa newsletter 

Investir em Marketing Digital?

acessibilidade_internet-das-coisas

Que a crise pegou todo mundo, isso não é nenhum segredo. Basta ligar a TV para perceber e ficar no mínimo preocupado, afinal, além de fazer com que a população corte gastos e mude hábitos esse problema também pode afetar diretamente as empresas.

A primeira decisão que toda empresa pensa em tomar é cortar gastos, ou seja, eliminar qualquer coisa esteja sendo desnecessária para o funcionamento dos negócios, pois bem, e se ao contrário de eliminar as empresas contratassem algo que realmente traria retorno? É nesse ponto que o Marketing Digital entra em campo.

O marketing digital é a atividade que uma empresa executa online, com o objetivo de atrair novos clientes, negócios, e relacionamentos, além de desenvolver uma identidade para a marca. Ou seja, se você não possui nada da sua empresa inserida no mundo virtual, logo ela está “invisível”.

Dados apontam que 90% dos clientes usam a rede para esclarecer dúvidas ou comparar preços antes de, efetivamente, realizar a compra. Por esse motivo que o Marketing Virtual ou EMarketing, como preferir, veio para ficar.

As vantagens de se investir nesse meio nos dias atuais são várias, entre elas temos:

Alcance global: A internet sempre tão avançada traz a sensação de que o mundo não tem limites, e na verdade é isso mesmo que acontece, não existe limites geográficos na internet, uma pessoa lá do Japão pode conhecer sua empresa com apenas um clique, mágico não é?

Interatividade: O mundo virtual nos permite conversar com várias pessoas ao mesmo tempo, vantagem um tanto quanto especial as empresas que podem criar interações com seus clientes, podendo assim coletar informações necessárias para posteriores ações e responder dúvidas em tempo real.

Métricas: O Marketing Digital tem como principal vantagem poder oferecer medidas em cliques de determinado conteúdo, quantidades de visitas entre outras coisas, podendo assim criar campanhas mais poderosas.

Segmentação: Vender online permite que você coleta informações sobre seus clientes, ou seja, o que ele gosta, o que ele tem interesse, o que ele mais procura. Assim fica fácil criar uma campanha direcionada especialmente para seu público alvo, impedindo assim o famoso “tiro no escuro”.

E agora? Vai investir ou prefere ficar fora dessa tecnologia toda? Tudo hoje são conexões, se você não se conectar ao seu cliente ele pode e com toda certeza vai comprar do vizinho, e isso não é nada bom, não é?

Aproveita e dá uma olhadinha no Web Entrega, você vai gostar!

Entre em contato conosco falecom@webentrega.com, ou no webentrega.com.

Fique atualizado! Inscreva-se em nossa newsletter 

Scroll To Top